Vídeos

Loading...

quinta-feira, 18 de julho de 2013

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Raça Brasil | Embranquecimento: do Campo às arquibancadas

Raça Brasil | Embranquecimento: do Campo às arquibancadas

Raça Brasil | Para onde foi Jamelão? - No centenário do maior intérprete de sambas que o país já viu, o esquecimento foi convidado de honra

Raça Brasil | Para onde foi Jamelão? - No centenário do maior intérprete de sambas que o país já viu, o esquecimento foi convidado de honra

Raça Brasil | 15 filmes para ver e refletir Raça Brasil selecionou grandes filmes estrangeiros que trazem o negro como tema central e que marcaram a história do cinema. Eles foram resenhados e avaliados por uma dupla especializada: Alexandre Koball e Andy Malafaya, do site Cineplayers, um dos maiores e mais respeitados portais de cinema do País.

Raça Brasil | 15 filmes para ver e refletir Raça Brasil selecionou grandes filmes estrangeiros que trazem o negro como tema central e que marcaram a história do cinema. Eles foram resenhados e avaliados por uma dupla especializada: Alexandre Koball e Andy Malafaya, do site Cineplayers, um dos maiores e mais respeitados portais de cinema do País.

Raça Brasil | Meninas Black Power - Ser negro não é um sentimento dado a priori, ser negro é um vir a ser. Ser negro é tornar-se negro, sentencia a Psicanalista Neusa Santos numa frase que serve como mote para quem se propõe a reafirmar sua negritude. E essa é, de fato, a empreitada em que as Meninas Black Power estão empenhadas. Com mais de 27 mil seguidoras, um grupo de meninas propagam no Facebook o orgulho de ter cabelo crespo. Além de assumirem suas madeixas crespas em seu dia a dia, incentivam

Raça Brasil | Meninas Black Power - Ser negro não é um sentimento dado a priori, ser negro é um vir a ser. Ser negro é tornar-se negro, sentencia a Psicanalista Neusa Santos numa frase que serve como mote para quem se propõe a reafirmar sua negritude. E essa é, de fato, a empreitada em que as Meninas Black Power estão empenhadas. Com mais de 27 mil seguidoras, um grupo de meninas propagam no Facebook o orgulho de ter cabelo crespo. Além de assumirem suas madeixas crespas em seu dia a dia, incentivam

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Festival Latinidades 2013


Em em sua 6ª edição, o Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha será realizado em Brasília, de 19 a 28 de julho, sob o tema Arte e Cultura Negra – Memória Afrodescendente e Políticas Públicas. O festival desenvolve ações de formação, capacitação, empreendedorismo, economia criativa, cultura e comunicação e traz ampla programação artística com shows, exposições, lançamentos literários, entre outros.
O Latinidades envolve anualmente diversos estados brasileiros, com crescente participação internacional. Desenvolve diálogos com o poder público, organizações não-governamentais, movimentos sociais e culturais, universidades, redes, coletivos e outros grupos. Constitui, também, um espaço para convergir iniciativas do estado e da sociedade civil relacionadas ao enfrentamento do racismo, sexismo e promoção da igualdade racial.
Atualmente, o Latinidades é considerado o maior festival de mulheres negras do país. Em 2013 vai falar de memória afro-descendente no fazer contemporâneo e a necessidade efetivar políticas públicas para a cultura negra. Pretende discutir temas atuais trazendo a herança ancestral de parte do que o povo afro-latino incorporou, recriou e hoje apresenta nas diversas linguagens, demandas e áreas de atuação.
Tema 2013: Arte e Cultura Negra – memória afrodescendente e políticas públicas
O tema de 2013, além de buscar o debate sobre políticas públicas, pretende dar visibilidade à cultura afro-latina e algumas de suas manifestações, sobretudo considerando o recorte de gênero. Rediscutir a influência da arte de matriz africana no contexto da produção artístico-cultural, promover e fortalecer a memória identitária afro-latina, trazer à tona origens e nuances sobre nosso imaginário coletivo.
Latinidades 2013: música, teatro, fotografia, moda, dança, espiritualidade, artes visuais, contação de histórias, ruas de lazer, esportes, lançamentos literários, palestras, debates, oficinas e muito mais! Clique aqui para acessar a programação completa.

Serviço:
VI Festival da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha
Data: 19 a 28 de julho
Local: Funarte e Museu da República – Brasília-DF
Inscrições(gratuitas): http://afrolatinas.com.br/inscricoes/
Obs.: As inscrições dão acesso a palestras, debates e oficinas.Para shows, lançamentos literários não é necessário inscrição prévia.